Pride
Pride (Divulgação)

O Pride Bank, o primeiro banco LGBT+ do mundo veio para o Brasil. Ainda, para ser mais representativo, 5% da receita da instituição será revertida em causas que atendem demandas LGBTs.

Inicialmente estará disponível apenas no modo BETA, ou seja, os serviços são exclusivos para convidados. Contudo, qualquer pessoa interessada já pode requerer a abertura da conta digital através do site.

Além do mais, o serviço inclui transferência, pagamentos de boletos, TEDs, pagamento de conta, impostos e cartão de crédito pré-pago. A ideia, segundo representantes, é criar um serviço amplo, livre de discriminação.


“A ideia do Pride Bank surgiu da vontade de criarmos um serviço que não discrimine, não diferencie pessoas por sua orientação sexual, identidade de gênero ou qualquer diferença e, mais do que isso, que festeje essas diferenças, respeitando todas as pessoas LGBTI+ e seus aliados”, declarou o CEO, Marcio Orlandi Junior.