sangue_LGBT
A ação vai acontecer no sábado (31) (Foto Ilustrativa)

Dia 25 de novembro comemora-se o Dia do Doador de Sangue. A data emblemática é também uma oportunidade de falar sobre a importância do ato e incentivar que mais pessoas compareçam aos hemocentros do país. 

Contudo, mesmo sendo uma atitude altruísta e louvável, algumas pessoas são impedidas de fazê-la em decorrência da legislação, que restringe o direito do gay de doar.

Como se sabe, o inciso IV do artigo 64 da Portaria 2.712, do Ministério da Saúde, dispõe que o candidato é inapto à doação se, nos últimos 12 meses, manteve relação sexual com outros homens (HSH).


Internautas, no entanto, aproveitaram para falar sobre o assunto através das redes sociais com a hashtag #DoadordeSangue. O tema, que é sempre motivo de controvérsia, divide opiniões.

O Ministério da Saúde se pronunciou e negou discriminação.“Todas as evidências científicas e os trabalhos recentes apontam para a mesma direção -a prática sexual entre os HSH está associada a um risco acrescido de infecção por agentes sexualmente transmissíveis. Portanto, a exclusão temporária dos HSH, bem como dos outros comportamentos de risco mencionados na legislação referente à doação de sangue na triagem clínica, é uma medida que contribui para a proteção dos receptores de sangue”, disse o comunicado.