ney-matogrosso
O cantor Ney Matogrosso (Foto: Reprodução/Instagram)

Ney Matogrosso disparou contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e afirmou que o político não tem direito de reprimir a sexualidade de ninguém. A declaração foi dada durante uma entrevista para a BBC Brasil.

“Temos um presidente que acha que pode determinar a sexualidade das pessoas. Isso é uma tolice, porque não adianta querer reprimir. As pessoas continuarão nascendo”, disse o cantor que foi vítima de fake news recentemente.

“E isso não é uma questão de opção, isso você não escolhe ser – a não ser que ele ache um meio de determinar os que vão nascer e os que não vão nascer. Fora isso, não tem como controlar isso”, acrescentou.


Em outro momento Ney falou sobre as críticas que acaba recebendo da comunidade LGBTQ+, por não “levantar bandeira” do movimento. Segundo o artista, ele mesmo é a “própria bandeira”.

“Olha, primeiro que ninguém pode me cobrar isso. Eles dizem que eu não carrego a bandeira. A bandeira sou eu. Ou não sou? Eu sou a bandeira, eu não preciso carregar uma. A minha maneira de pensar, de me comunicar, de me apresentar. Eu sou a bandeira. Parem de me cobrar isso porque isso não tem fundamento”, declarou o artista, que tem cuidado muito bem do corpo.