Casamento homoafetivo
Casamento homoafetivo (Foto: Reprodução/Internet)

Um levantamento divulgado nesta quinta-feira (14) apontou que houve uma diminuição considerável no número de suicídios na Dinamarca e Suécia após a legalização do casamento gay.

Já é um fato notório que uma das causas do suicídio em LGBTs, além da família e preceitos religiosos, é quando a própria pessoa não consegue se enxergar como ser humano. Desse modo, com pautas cada vez mais voltadas à diversidade, este cenário pode ser revertido.

O estudo em questão, realizado pelo Instituto Dinamarquês de Prevenção do Suicídio e pela Universidade de Estocolmo fez o comparativo. Comparou-se as taxas de suicídio de cônjuges em casamentos do mesmo sexo e em matrimônios heterossexuais nos períodos de 1989 a 2002 e de 2003 a 2016. Desse modo, apontou-se uma queda de 46% na taxa de suicídios de homossexuais casados, contra 28% na de casais heterossexuais.


Ou seja, de acordo com a chefe do estudo, Annette Erlangsen, “legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo e outras medidas legislativas podem realmente reduzir o estigma em torno das minorias sexuais“.