Sandro Cipriano (Reprodução/Facebook)
Sandro Cipriano (Reprodução/Facebook)

Como se sabe, o professor e ativista Sandro Cipriano, de 35 anos, foi encontrado morto na Zona da Mata de Pernambuco. Nesse sentido, começa nessa segunda- feira (18) o julgamento do caso. Serão ouvidos dois acusados e 20 testemunhas. Como o caso corre em segredo de justiça, não foram revelados pormenores, apenas algumas informações sucintas.

Na ocasião, o corpo de Sandro foi encontrado na Zona Rural de Pombos no dia 29 de junho. O professor já estava em estado de decomposição. Ainda, em nota, a polícia local afirmou “que o corpo não apresentava sinais de violência”.

A causa da morte, de acordo com a Declaração de Óbito, foi uma lesão na cabeça provocada por um tiro, mas Cipriano apresentou diversas perfurações e foi encontrado sem os dois olhos.


Sandro atuava como professor, era muito querido por alunos, professores e familiares. Além do mais, há mais de 20 anos, atuava dentro da organização na causa LGBT e também no campo da agricultura familiar.