Linn Da Quebrada (Divulgação)
Linn Da Quebrada (Divulgação)

Linn da Quebrada causou neste domingo (17), durante sua passagem pela cidade de João Pessoa, na Paraíba. A artista participou do festival Parada Preta, evento alternativo à Parada LGBT tradicional.

Antes de subir ao palco, a artista, que há alguns meses teve sua participação na Parada LGBT da cidade censurada, soltou áudios vazados da produção do evento, onde eles são preconceituosos e falam de sua de sua arte.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver os fãs, da atriz de Segunda Chamada, eufóricos com o protesto da artista. “E a linn da quebrada que começou o show em jampa com o áudio da produção da parada lgbt que tinha censurado ela”, comentou.


Na época, através de seu twitter, a cantora comunicou que recebeu a informação do cancelamento por email. Após questionar a organizadora do evento (a Fundação Cultural de João Pessoa) sobre o motivo do cancelamento, foi informada que se tratava de uma “orientação” recebida pela produção.

Nos bastidores, a questão levou ao pedido de afastamento de uma das responsáveis pelo evento. Frankla, que trabalhava na Fundação Cultural como co-organizadora da Parada, pediu afastamento de suas funções ao reconhecer o caráter autoritário da decisão tomada.

A justificativa do cancelamento da Linn se deu claramente pelo discurso político que a mesma carrega, por defender uma pauta que até dentro do próprio movimento é marginalizada, a de corpos dissidentes [trans]”. Comentou a produtora sobre o assunto.