Bandeira trans
Bandeira trans (Foto: Reprodução/Internet)

Um transexual foi agredido na saída de um bar em Taubaté, no final de semana. Nesse sentido, Adrian Mariano, de 18 anos, sofreu traumatismo de primeiro grau e lesões graves pelo corpo. O caso foi registrado como lesão corporal. Contudo, o caso será devidamente analisado e o agressor poderá responder por homofobia.

Dos fatos, no domingo (27), a vítima esperava um Uber com amigos, após sair de um bar. Nesse sentido, o agressor se aproximou e, sem dar chance para defesa, começou as agressões.

A ação foi flagrada por um morador de um prédio. Assim, após o ocorrido, os amigos de Adrian acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que levou a vítima para o Pronto-Socorro. Adrian teve traumatismo craniano de primeiro grau e a visão comprometida.


“Foi feito à princípio de injúria e lesão corporal. Se for verificado se houve algo relacionado a raça e gênero ele pode vir a responder por outros crimes também”, afirmou o delegado José Antônio Gonçalves ao G1.