Transexual assassinada em Goiânia
Transexual assassinada em Goiânia (FOTO: Reprodução/Facebook)

Não é nenhuma novidade a alta taxa de mortalidade entre transexuais, que tem sua estimativa de vida girando em 35 anos. Em Goiânia (Goiás), no bairro do Jardim América, uma trans de 47 anos foi mais uma vítima dessas estatísticas de violência transfóbica fatal.

As informações vem do site Metrópole, que fala do suposto assassinato de Rony, que morava nos fundos da casa da mãe. O corpo foi localizado no próprio quarto e tudo indica que o crime — feito com uma arma branca — tenha acontecido na madrugada de domingo (6).

Informações da Polícia Civil também explicam que uma bolsa e o celular da vítima foram levados, assim trazendo a tona também a hipótese de latrocínio, além da de transfobia.


Quem notou primeiramente a ausência de Rony foi a própria mãe, por conta da demora em despertar. Os investigadores levantam a suspeita de que abafaram os gritos da transexual com uma toalha.