Segundo líder religioso, barbas podem proteger os homens da homossexualidade
Segundo líder religioso, barbas podem proteger os homens da homossexualidade (Foto: reprodução)

Muita gente associa o fato de ter barbas à virilidade e masculinidade. Nesse sentido, essa máxima virou assertiva até para alguns líderes religiosos. Há algum tempo, durante uma entrevista com o Serviço Nacional de Notícias da Rússia, Kornily, um católico fundamentalista ortodoxo, associou o rosto sem barba com ‘casos de homossexualidade’.

“Deus nos deu as regras. Está escrito que Deus criou todos com barba. Não podemos imaginar Cristo ou algum santo sem barba. Não se deve opor ao seu criador. É uma coisa monstruosa ver a roupa masculina e os penteados da atualidade”, disse Kornily.

A situação ganhou uma dimensão tão astronômica que Kornily ressalta inúmeras vezes que os homens devem se proteger da homossexualidade optando por ter ‘os pelos em seus rostos’.


Vale frisar que, na Rússia, a homossexualidade foi considerada um crime até 1993 e uma doença mental até 1999. Desse modo, embora haja comunidades homossexuais ativas nas principais cidades do país, a atmosfera é mais tensa desde que a Rússia adotou, em 2013, uma lei que proíbe a “propaganda” gay para menores.