LGBTfobia
LGBTfobia (Foto: Reprodução/Internet)

A polícia de Uganda prendeu 16 ativistas LGBT suspeitos de praticarem sexo gay. Segundo agência Associated Press, as detenções ocorreram nos arredores da capital, Kampala, na segunda-feira. O entrave ocorreu durante uma reunião de dois grupos ativistas.

Além do mais, “Com base em relatórios médicos, é possível dizer que eles se envolveram em atos sexuais puníveis sob o Código Penal”, Patrick Onyango, porta-voz da polícia.

Vale frisar que, recentemente, Uganda, após pressão popular, revogou a medida que previa pena de morte para homossexuais.“Não há planos do governo de introduzir uma lei como essa”, disse à Reuters o porta-voz da Presidência Don Wanyama.


Contudo, os preceitos ainda devem ser seguidos à risca e o país costuma ser severo com práticas homossexuais. Segundo o Dnotícias, “O código penal do Uganda pune o sexo entre pessoas do mesmo sexo com uma pena que pode ir até prisão perpétua”.