Angélica Morango
Ex-bbb Angélica Morango (FOTO: Reprodução/Instagram)

A ex-bbb e jornalista Angelica Martins, conhecida como Morango, publicou nesta sexta-feira (4), através do site Universa, um desabafo sobre machismo e sua descoberta como uma mulher lésbica.

Em um texto escrito em primeira pessoa, Morango deu detalhes de como o machismo afetou diretamente sua criação. Segundo a jornalista, as mulheres sempre foram limitadas a não se rebelarem e serem diferente do que a sociedade sempre pregou.

“Não precisamos mais nos encaixar em padrões e ser isso ou aquilo. Podemos ser isso e aquilo. E mudar de ideia quando bem entendermos. Não há motivos para mantermos nossos desejos, sejam quais forem, em segredo”, destacou.


“Desde pequena eu me sentia diferente das outras meninas. Nunca admirei princesas e detestava cor-de-rosa, por exemplo. Nas brincadeiras de casinha, eu queria sempre ser o pai – que ficava lá do outro lado do quintal com os carrinhos, abrindo estradas no barro e cuidando da fazenda cheia de animais feitos de chuchu e manga”, relatou ela, que já protagonizou um ensaio sensual com sua ex-namorada.

Em outro momento do texto, Angélica afirma que sempre sofreu com os padrões sociais e que aos poucos foi percebendo que “não se encaixava nas expectativas que tinham sobre ela”.

Além disso, ela afirma que sofreu muito bullying quando mais jovem, sendo apelidada de nomes como “estranha” e “sapatona”, mas a partir do momento que se empoderou, ela começou a se enxergar de outro jeito.

Apesar de vencer algumas batalhas contra o preconceito, Morango conta que não foi fácil e que ainda carrega marcas. “Tive problemas de autoimagem e autoestima, e o sexo já foi um grande tabu para mim. Já tive vergonha do meu corpo e não me sentia nem um pouco atraente, sexy, desejável. Por todas essas inseguranças, tinha dificuldade de demonstrar interesse quando gostava de alguém”, disse.

“Me entendi lésbica na adolescência, mas naquele período, há 20 anos, a internet era discada e ainda engatinhava. Eu também. Sem muito acesso à informação, mergulhei em mim, nos resultados das minhas experiências pessoais, e nas histórias de vida dos amigos que enfrentavam questões semelhantes”, finalizou a ex-participante do Big Brother Brasil, que teve as inscrições para a 20ª temporada suspensa.