Emanuelle Araújo
Emanuelle Araújo (FOTO: Divulgação / TV Globo)

Emanuelle Araújo está numa fase agitada de sua vida profissional, com projetos no teatro e na música, na expectativa de estreia. Em entrevista, a atriz e cantora também desabafou sobre vida pessoal e assuntos atuais como o preconceito.

De acordo com o jornal ‘O Globo’, Emanuelle está nas preparações para interpretar Velma no musical Chicago, que estreará em 2020. Também está ajustando detalhes para o seu novo álbum, Quero Viver Sem Grilo, com colaboração de Jards Macalé. Sobre este, teremos o primeiro single em dezembro e o disco inteiro um mês depois. Recentemente, esteve na TV em Órfãos da Terra.

Além de tudo, a artista de 45 anos resgatará a extinta banda Moinho, onde foi vocalista por muitos anos, criada há 15 anos atrás. O evento acontecerá no dia 15 de novembro, no Dumont Arte Bar, na Gávea. Na entrevista ao portal, revelou irritação com o preconceito:


Nunca sofri preconceito, mas já ouvi muitas coisas ruins. Quer me ver brava? Bota preconceito na minha frente. Essa intolerância para mim, de não respeitar a forma do outro ser e a sua cultura, é muito ruim“. Anteriormente, chegou até a ser apontada como affair da atriz Andreia Horta, coisa que negou veementemente.

Isso, inclusive, se choca com uma fala em que Emanuelle afirma não gostar da exposição de sua vida pessoal: “Sei que sou artista, e as pessoas têm uma curiosidade sobre a minha vida íntima. Mas acho isso besta. Não acho que seja um assunto para as pessoas, assim como eu não pergunto para os outros com quem eles estão“.

E também ponderou que as mulheres sofrem mais com esse problema: “E essa abordagem é muito mais agressiva sobre as mulheres. Você não vê atores sendo abordados sobre isso. Sempre me protegi disso, mantendo a discrição, o que não é uma prisão. Vivo o que quero, o que sou. Mas existe sempre algo que só a gente que vive e só a gente sabe”.