Marcelo está internado com quadro estável (Reprodução)
Marcelo está internado com quadro estável (Reprodução)

Marcelo Macedo, de 33 anos, saiu de casa para encontrar o paquera, quando foi surpreendido por um rapaz homofóbico que interveio na relação dos dois. O contraventor disparou quatro vezes contra a vítima, que foi socorrida às pressas e levada para o Hospital Geral de Camaçari (HGC).

Nos fatos, Marcelo estava em um estabelecimento no bairro Inoccop, em Camaçari, e teria trocado um beijo com o companheiro quando um indivíduo não identificado se aproximou e fez comentários homofóbicos. Após uma discussão, o homem sacou a arma e disparou contra a vítima. O crime aconteceu por volta das 23h.

“Ele e o rapaz estão se conhecendo, ainda não são namorados. Eles marcaram de se encontrar no bar e estavam trocando carícias quando os homens que estavam em outra mesa ficaram incomodados”, contou uma amiga da vítima que pediu para não ser identificada.


Desse modo, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, solenemente, enviou uma nota de repúdio ao acontecido. vale frisar que, por maioria no STF, a LGBTfobia foi equiparada ao crime de racismo e deve ser punida nos conformes da lei. Além do mais, a Secretaria já fez contato com os familiares para ouvi-los, além de garantir o acompanhamento no caso.