Bandeira trans
Bandeira trans (Foto: Reprodução/Internet)

Mais um crime envolvendo agressões contra pessoas trans! Desta vez, uma transexual chamada Lorena Vicente morreu na tarde de terça-feira (15) após ser agredida. O crime consumou-se na Avenida Fim de Semana, no Jardim São Luís, na Zona Sul de São Paulo.

Na verdade, o irmão de Lorena, Petherson Roberto, foi morto dois anos antes do acontecido, por defender a irmã de ataques transfóbicos, que, segundo informações, eram recorrentes.

A irmã de Petherson e de Lorena, ao prestar depoimento à polícia, ressaltou que o crime foi motivado por uma briga de Lorena com um rapaz. Desse modo, ela foi socorrida pelo Samu ao Hospital do Campo Limpo onde morreu.


Vale frisar que, recentemente, outra morte envolvendo uma mulher trans chamou atenção. Na Grande Fortaleza uma travesti foi morta a tiros enquanto tomava banho. O crime aconteceu na noite de sexta-feira (20). A travesti se chamava Bruno Batista de Freitas, conhecido como “Bruna Surfistinha”.