Cantora e agora também atriz, Linn da Quebrada fará sua estreia na telinha da Globo na série Segunda Chamada, que está prevista para ir ao ar em Outubro. Na produção Linn será uma aluna de um curso para adultos.

Em entrevista ao site Notícias da TV, Linn revelou que não teve uma adolescência muito boa e que, por conta de não ser aceita entre os colegas, acabou fugindo da escola.

“Passei por violências, principalmente por ser uma criança afeminada. Mas tive experiências traumáticas no que diz respeito à estrutura da educação. Sempre fui uma boa aluna, ganhei bolsa no ensino médio pra estudar num colégio particular. Mas a pressão foi tanta, e por não sentir a escola como um espaço acolhedor que realmente me motivasse, eu fugi”, revelou ela, que recentemente foi alvo de censura.


Em outro momento da entrevista, Linn, que viverá Natasha, uma aluna trans, conta sobre os dramas que a personagem vai levar para tela, que acabam sendo situações comuns no universo das transexuais.

“Eu percebo que nós, pessoas trans, passamos por essa disputa de território; não temos direito a estudar, a ocupar espaços dentro do mercado de trabalho, não podemos ocupar o espaço da igreja, muitas vezes não podemos viver livremente dentro das nossas próprias casas. Que lugares são receptivos à nossa vivência? Acho que a Natasha traz essa inquietude, que eu também compartilho”, explica.

Com a transexualidade se tornando um tema recorrente na televisão, Linn ainda falou à publicação sobre a representatividade e a diversidade que tem cada vez mais estado presente nas produções brasileiras.

“Quanto mais diversas forem as narrativas que nós tivermos na TV, mais isso servirá para que as pessoas possam ver e pensar: ‘Nossa, então posso ser diferente’. A minha atuação, na TV e na música, evidencia isso”, acredita.