O ator Ronan Horta, que atualmente interpreta o policial corrupto Cabo Góes em Malhação, agora será destaque nas telonas com o pasto gay homofóbico, que trabalha com terapia de conversão, a famosa ‘cura gay’, no filme Levítico 20:13 – A cura.

“O Carlos é um pastor que é homossexual enrustido e que, ironicamente, promove a cura gay dentro de um centro de reabilitação através de tratamentos controversos. A arte também deve ter esta função de trazer o debate, fazer as pessoas pensarem, refletirem, contribuir de alguma forma para um mundo mais humano, com menos preconceito e julgamento”, afirmou Ronan para o jornal Meia Hora.

Dirigido por Lívia Ruas, o polêmico filme tem se tornado destaque em festivais de cinema pelo mundo. No Festival Internacional de Las Vegas, a produção chegou a ser indicada na categoria Melhor Curta. Além de Melhor Ator para Ronan, no Hollywood Dream Festival e também Melhor Edição.


Levítico 20:13 – A cura acompanha a história do pastor que acredita ter superado a barreira da sexualidade e dois pacientes que são submetidos, “voluntariamente”, aos tratamentos aplicados pelo pastor para curar a homossexualidade.

Em meio a uma onda conservadora que tem surgido nos últimos anos, o tema ‘cura gay’, que é uma luta real da comunidade LGBTQ+, tem se tornado frequente nas telonas. Aqui no Brasil, um destes filmes chegou a ser censurado nos cinemas.