Luana Piovani e Ludmilla
Luana Piovani e Ludmilla (Foto: reprodução)

O clima esquentou entre a famosa Luana Piovani e a cantora Ludmilla. Tudo começou em uma postagem no Instagram, após Luana criticar a música “Malokera” da cantora, que foi escolhida para tocar no desfile da marca de lingerie de Rihanna, recentemente.

Desse modo, Ludmilla, que considerou o comentário inoportuno e digno de uma pessoa que quer aparecer sem ter arcabouço próprio para isso, resolveu rebater. “Aff podia ter ter colocado taaanta coisa boa pra tocar… cansada do óbvio brasileiro pouco sexy vulgar e apelativo””, alfinetou a ex-mulher de Pedro Scooby num comentário feito no perfil do Instagram do canal “E! Entertainment”.

“Querida Luana, eu estou vendo essas suas palhaçadas na internet a tempos e estava até com pena da sua situação, mas cara tá extremo ridículo pra sua cara. Você ja passou dos limites, eu não sei qual é o seu projeto pra ganhar biscoito no futuro, mas só sei que eu não quero participar dele, porque com isso tudo que você anda fazendo, parece um grande show de horrores pra alcançar um grande número de seguidores e um mísero segundo de atenção, eu disse: MÍSERO”.


“Mano eu te conheci pessoalmente e posso falar com todas as letras você não é nada do que você posta, nada o dia em que eu te vi você tava triste, sozinha nun canto da casa, nem seus filhos estavam perto de você, achei triste até comentei com a minha mãe, agora eu vendo de fora, o motivo disso tudo talvez seja a tua vida frustrada. Você tem que se tratar, mulher. Tenta fazer esse projeto de outro jeito, nega. Você tá magoada, tá amargurada com a vida, e quer azedar a vida dos outros, tá falando do meu gênero musical, da minha arte, do sustento da minha família. DICA DO DIA —-> PARCEIRA, tira o piriquito velho da gaiola, e bota pra voar. O periquito velho tá querendo pegar um vento.Pra extravasar a mente e você tá nessa aí. Aproveita e bota um funk pra ele voar com empolgação. Periquito tá velho mas não tá morto. Reagi luuuuuu”.

Recentemente, Ludmilla estampou a capa da revista Glamour Brasil. Logo no início, uma chamada bem provocativa ganha destaque, depois dela, é claro: ‘negra, funkeira e bissexual’.