Jean Wylllys
Jean Wylllys (Reprodução/Instagram)

O ex-deputado federal Jean Wyllys vai iniciar uma nova etapa em sua carreira acadêmica, pela qual ele reúne títulos como jornalista e historiador. Segundo o site Rio Gay Life, Jean assumirá o posto de professor-pesquisador na Universidade de Harvard, nos EUA.

Conforme a publicação, Jean vai atuar no Instituto de Pesquisas Afro-Latino, a primeira instituição do EUA dedicada à história e cultura de descendentes de africanos na América Latina e Caribe.

Uma das maiores vítimas das fake news no Brasil, o ex-deputado irá se dedicar aos estudos sobre o assunto. Além disso, ele também vai falar sobre como enfrentar o discurso de ódio disseminado pelas notícias falsas da internet.


Primeiro deputado abertamente homossexual da Câmara, desde seu primeiro mandato Jean foi alvo de diversas notícias falsas, que passavam por acusação de pedofilia, até casos de incesto.

No início do ano, após ser eleito para mais um mandado, Jean, que acumulava diversas ameaças de morte, decidiu abdicar do cargo político e ir buscar abrigo fora do país. Morando na Alemanha nos últimos meses, o jornalista comentou falou sobre os momentos difíceis em uma entrevista a GQ.

“Não podia continuar no país e faço questão de dizer para as pessoas que isso se deu por causa das ameaças que chegavam por telefone, por e-mail, pelas redes sociais, mas também pelas agressões que o cidadão comum fazia contra mim. É uma experiência dolorosa demais você deixar um lugar que é seu, em que você viveu toda a vida, porque sua permanência ficou insustentável”, afirmou.