Aos 51 anos, McKrae Game, fundador de um dos maiores grupos de terapia de conversão do mundo, popularmente chamada de ‘cura gay’, revelou ser homossexual. Há 20 anos ele comandava a Hope for Wholeness, prometendo tornar gays em héteros.

Após anos atuando no estado note-americano da Carolina do Sul, Game veio a público pedir desculpa a toda a comunidade LGBTQ+ pelas suas práticas “nocivas que feriu gerações” e a ele mesmo. Game foi demitido da organização em 2017.

“Fui um fanático religioso que feriu pessoas. Pessoas disseram ter tentado o suicídio por minha causa e das coisas que eu dizia. Eu estava errado, por favor me perdoem”, desabafou o americano ao Post and Courier, mas que ainda está casado com Julie Game.


Hope for Wholeness se baseava em princípios religiosos e aconselhamento psicológico, para promover a terapia ‘anti-gay’. Hoje as práticas de terapias do tipo são proibidas em 17 estados do país.

Nos últimos meses diversos estados dos EUA estão aderindo à proibição dos tratamentos abusivos, que chegam a causar vômitos, diarreias e paralisias. Em abril foi a vez do estado de Minesota, que tornou ilegal “qualquer prática que busque mudar a orientação sexual ou identidade de gênero”.