O ex-ator de global Ed Lopez Dassilva, 44 anos, que interpretou o personagem Valdemar, em Malhação: Viva a diferença, fez um relato chocante de homofobia, pelo qual sofreu nesta segunda-feira (9).

Por meio de seu perfil do Facebook, Ed fez o desabafo e surpreendeu os seguidores. Segundo ele, o caso de homofobia foi completamente inesperado e ocorreu logo após ele pedir um gás de cozinha.

“Ligo para pedir gás, o senhor que costuma nos atender deixa o seu celular ligado após o pedido e sem perceber ele fala para o filho que é entregador de gás também: ‘Leva um gás pro Ed, mas cuidado porque ele é viado. Viado safado, até já me cantou, sabe como são esses viados, é tudo safado! Não pode dar mole que eles cantam mesmo’”, iniciou.


“E continua falando mal dos gays e rindo com outra pessoa. Seu filho chega até a minha casa com o gás e peço pra ele voltar, e digo que o pai dele está falando mal dos gays no celular. O filho voltou, foi até o pai e disse que o celular estava ligado, ele desligou imediatamente e veio correndo me pedir desculpas. Realmente foi constrangedor. Fiquei muito mal com isso. Contei pra alguns amigos e eles disseram que estou querendo aparecer”, completou ele.

Após o constrangimento, Ed conta que foi à delegacia denunciar o caso de homofobia, que desde junho é considerado crime, e foi muito bem recebido. Inclusive, ele relatou que recebeu apoio não só do delegado plantonista, mas também de pessoas que estavam no local.

“Fui bem bem atendido na delegacia. O policial concordou comigo dizendo que homofobia é crime e tem que denunciar! Duas pessoas estranhas que estavam lá e ouviram me deram muito apoio, mas os conhecidos sempre acham que nós atores queremos levar vantagem em tudo. Está na hora de mudar os conhecidos”, finalizou.

Acabo de sofrer homofobia por parte de alguém que eu não esperava. Ligo para pedir gás, o senhor que costuma nos atender…

Posted by Ed Lopez Dassilva on Monday, September 9, 2019