Beijo gay do HQ 'A Cruzada das Crianças'
Beijo gay do HQ 'A Cruzada das Crianças' (Reprodução)

Embora o assunto tenha se iniciado na quinta-feira (5), quando Crivella ordenou o recolhimento de livros LGBT+, a palavra “censura” ainda tem estado na boca do povo. Por causa da reprovação coletiva à atitude do prefeito Marcelo Crivella, famosos e editoras resolveram se manifestar.

A primeira ação de destaque foi a de Felipe Neto, que comprou 15 mil livros de temática LGBT para doar gratuitamente aos visitantes da 19º Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Seguindo a mesma linha, a Rico Editora também resolveu agir.

“Começamos o nosso segundo dia de livros LGBT+ gratuitos com mais de 40 mil downloads. Não temos palavras para agradecer por todo esse retorno. Nossos livros e autores cheios de diversidade e pluralidade não serão silenciados!


O tsunami LGBT+ começou e não vamos parar! Continuem baixando nossos livros e indiquem para os migues! Vamos responder qualquer tentativa de censura com mais literatura”, declarou o perfil da empresa. De acordo com a ‘UOL’, os livros serão disponibilizados gratuitamente na loja virtual da Amazon, entre os dias 8 e 10 de setembro.

Começamos o nosso segundo dia de livros LGBT+ gratuitos com mais de 40 mil downloads 😱 E a ação, inclusive, foi tema do…

Posted by Rico Editora on Monday, September 9, 2019