A luta pela liberdade dos corpos femininos realizada pela cantora Ana Cañas não teve um final muito bom. Após publicar uma foto mostrando os seios nesta terça-feira (3), a artista teve sua foto censurada pelo Instagram.

“Livre, louca, puta, loba, plena, santa, selvagem, maloqueira, desbocada, fogo, fada, sensata, lua, útero, xota, raios, além, transbordante, visceral, infinitas. Tentam nos definir, mas a verdade é que somos mulheres fazendo a revolução. Que comece o matriarcado”, escreveu Ana, antes da foto ser excluída pela rede social.

Nesta quarta (4), ao perceber que o registro fotográfico desapareceu de seu perfil, a cantora publicou a foto novamente, mas com uma pequena tarja no mamilo e desabafou.


“Denunciaram e o instagram deletou. A censura dos mamilos femininos é hipocrisia e ferramenta feroz de manutenção dos privilégios patriarcais. Estamos cansadas do controle, da objetificação e da sexualização dos nossos corpos”, disse ela, que recentemente voltou a se relacionar com mulheres.

Em outro trecho, a artista pede por mais liberdade e direitos iguais às mulheres, que acabam sofrendo com a repressão de seus corpos. Além disso, ela reclamou da sexualização feminina.

“Às mulheres e aos homens deveriam ser concedidas a MESMA liberdade e proteção, nos termos da lei. A exposição das auréolas femininas e o top less são considerados um ato de exposição indecente (crime!), sendo que esse privilégio é concedido aos homens”, escreveu a dona da música Eu Amo Você.

“Até quando veremos esse controle que estimula a sexualização? Precisamos debater esse tema urgentemente e o silêncio dos donos das empresas de comunicação na redes como google, instagram e facebook (eles permanecem calados) cerceia nossa liberdade, mesmo com os protestos diários ao redor do mundo. EXIGIMOS igualdade e seguiremos lutando e denunciando. nossos corpos, nossas regras”, finaliza.

Ana Cañas (Reprodução/Instagram)