Taylor Swift e Todrick Hall (Foto: Divulgação)
Taylor Swift e Todrick Hall (Foto: Divulgação)

Na noite de ontem foi realizado o VMA 2019. O evento anual da MTV nos Estados Unidos celebra e premia os maiores destaques da música nacional. Taylor Swift, a cantora com maior número de indicações para a premiação deste ano, aproveitou o momento para trazer visibilidade à causa LGBT. 

Ao receber o prêmio de “Melhor vídeo com uma boa causa” para You Need to Calm Down, Taylor Swift cedeu o microfone para o seu amigo, Todrick Hall, para que ele comentasse a vitória. Todrick, que também é cantor, homossexual assumido e uma voz vibrante pelo direito das pessoas LGBTs na cultura pop atual, colaborou com Taylor na produção do clipe.

“Se você é um jovem que está assistindo isso agora, se você é diferente, se você se sente incompreendido… Nós nunca precisamos tanto que você compartilhe sua arte, sua história e sua verdade com o mundo quanto agora”, disse Todrick, ao receber o prêmio.


Anteriormente, Taylor comentou como a amizade com Todrick a fez decidir ser ainda mais vocal quando se tratava de apoiar a comunidade LGBT. Em uma conversa, o amigo teria perguntado o que ela faria caso tivesse um filho gay. 

“O fato de que ele teve que me perguntar isso me chocou e me fez perceber que eu não tinha deixado a minha posição clara ou alta o suficiente. ‘Se meu filho fosse gay, ele seria gay’. Não entendi a pergunta. Se ele estava pensando nisso, eu não posso imaginar o que meus fãs da comunidade LGBT podiam estar pensando”, disse a cantora, revelando que por isso mostrou tantas referências LGBTs no clipe de You Need To Calm Down.