No Illinois, Estados Unidos, uma nova lei incluirá matérias sobre diversidade sexual e de gênero nos currículos escolares. Aprovação foi celebrada pela comunidade.

Com o objetivo de aumentar a visibilidade sobre a contribuição de gays, lésbicas, bissexuais e pessoas transgênero na história, o estado americano aprovou recentemente a proposta de inclusão de uma matéria sobre a história LGBT nas disciplinas escolares. Propostas semelhantes já foram implantadas para a comunidade negra e para diversidade religiosa em diversas partes do país.

A lei valerá apenas para instituições públicas, mas espera-se que colégios particulares também sigam a iniciativa. O Conselho Estadual de Educação também atualizará sua lista de livros didáticos para analisar a forma como a diversidade sexual e de gênero é trada nos materiais, priorizando aqueles em que o assunto é tratado com naturalidade, respeito e visibilidade positiva.


“Achamos que todos os estudantes estarão em melhor situação quando lhes ensinarmos toda a amplitude da história. Isso os torna mais propensos a entender que um elenco diversificado contribuiu para a nossa sociedade” Comentou o Coordenador da Equality Illinois, instituição que trabalhou para a aprovação da lei.

A escola é um importante espaço para a proteção e promoção da diversidade sexual e de gênero. No Brasil, mais de 40% dos homens gays relataram ter sido agredidos fisicamente enquanto estavam na escola. Além disso, 82% das pessoas transgênero estão fora das salas de aula.