(Imagem: Reprodução//Instagram)

Será o fim da polêmica entre a marca de lingerie Victoria’s Secret e a comunidade trans? Após as respostas discriminatórias e transfóbicas do ex-SEO da empresa sobre a ausência de mulheres transgênero nos desfiles da marca (o que contribuiu para sua demissão do cargo), a empresa parece ter revisto sua política. A Victoria’s Secret contratou sua a primeira modelo trans: a brasileira Valentina Sampaio.

A vaga é uma das mais disputadas no circuito das modelos nacionais e internacionais. Não é para menos: Gisele Bündchen, Alessandra Ambrosio, Gigi Hadid e Kendall Jenner já ocuparam a mesma posição. Agora, é a vez da cearense Valentina Sampaio representar o Brasil em uma das maiores marcas femininas do mundo!

Ainda que seja um grande desafio, a modelo tem experiência de sobra para enfrentá-lo. Em 2016, foi a estrela da campanha da L’Oréal Brasil para o Dia Internacional da Mulher e no ano seguinte, foi a primeira modelo transgênero a estampar as capas da revista Vogue na Alemanha e na França. Valentina também desfilou ao lado de grandes nomes como Lara Stone, Soo Joo e Doutzen Kroes para a grife Balmain no passado.


Espera-se que a contratação de Valentina seja o início de uma importante abertura da Victoria’s Secret para modelos transgênero nas campanhas da marca, que precisou cancelar seu tradicional desfile por se negar a adaptá-lo para a diversidade de corpos e indivíduos.