(Imagem: Reprodução)
(Imagem: Reprodução)

Estados Unidos: 48 ex-estudantes gays e bissexuais da Universidade do Sul da Califórnia (USC) denunciam médico que os teria abusado sexualmente durante o curso. Casos foram reunidos durante duas décadas.

Ao menos cinco estudantes já teriam denunciado anteriormente o médico para a universidade, mas os casos não repercutiram. Agora, os quarenta e oito estudantes estão processando o médico e a USC.

Segundo os depoimentos, os abusos evoluíram entre questionamentos sexualmente explícitos e abusos físicos, como a introdução de instrumentos médicos de forma não consensual.


Os jovens estavam no final da adolescência ou início da juventude quando foram atendidos pelos médicos. Alguns deles informaram que chegaram a chorar durante as consultas, enquanto outros preferiram abandonar qualquer tipo de acompanhamento médico.

Anteriormente neste ano, um paciente também denunciou um médico da Pensilvânia por abuso sexual.