Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia apontou que os crimes de LGBTfobia têm crescido cada vez mais nos Estados Unidos. Ainda conforme o estudo, minorias como judeus e pessoas negras também têm sofrido ataques constantes.

Segundo o The Guardian, resultados da pesquisa revelam que os ataques causados por pessoas que fazem parte de grupos supremacistas brancos misóginos aumentaram significativamente.

O estudo ainda aponta que dentro da comunidade LGBTQ+ as pessoas que mais estão vulneráveis são as transexuais negras. Apenas neste ano foram registrados cerca de 12 assassinatos a transgêneros nos EUA – apenas 30 dos 50 estados do país possuem leis que criminalizam ataques de ódio contra LGBTs.


Recentemente o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que está aplicando a política contra transexuais nas Forças Armadas do país porque, segundo ele, pessoas transgênero usam “muitos remédios”.

Aqui no Brasil a lei contra LGBTfobia entrou em vigor a partir do dia 13 de junho, após uma votação de 8 a 3. A ação ocorreu logo após o Atlas de Violência Nacional mostrar que aumento de casos de LGBTfobia no país desde 2011.