Sempre com muito gingado no corpo, o cantor Xanddy, vocalista da banda Harmonia do Samba, relatou que no início da carreira musical sofreu muito preconceito por dançar enquanto cantava. Muitas pessoas achavam que ele era gay.

Durante um tempo, as pessoas até queriam que eu mais dançasse do que cantasse no palco. Aquilo me dava um desespero. Eu sofri bastante porque as pessoas misturavam a questão da orientação sexual com a ginga, diziam que por eu dançar daquele jeito, eu não era heterossexual. Era um negócio de doido”, confessou Xanddy ao jornal Extra, que hoje em dia tem dois filhos com Carla Perez.

Segundo Xanddy, há 20 anos atrás ele não entendia o porque de tamanho preconceito. “Hoje eu já entendo: houve uma quebra de tabu. Até conversava muito sobre isso com o Jacaré, do É o Tchan, que também sentiu até antes de mim. O bom é que hoje a galera se joga mesmo!”, disse o músico.


Bem humorado, na entrevista o baiano ainda se justificou por não dançar mais como antigamente: “O rebolado não é mais o mesmo. Posso dizer que, hoje em dia, não é um rebolado sensual; é charmoso. Mas o povo gosta”, declarou.