(Imagem: Divulgação)

A Coca-Cola, uma das principais marcas de bebidas do mundo, produziu uma série de propagandas exaltando a diversidade sexual para um festival de música na Hungria. A campanha, entretanto, gerou uma reação negativa por parte de políticos conservadores do país.

A série “Revolução do Amor” apresentava três casais consumindo produtos Coca-Cola. O primeiro deles era composto por um homem e uma mulher, o segundo por um casal de dois homens e o terceiro por um casal de duas mulheres. As imagens, inclusive, estavam longe de ser ousadas ou explícitas.

Ainda assim, foi o suficiente para que os políticos do partido conservador iniciassem uma campanha de boicote no país. István Boldog, membro do Parlamento, se pronunciou contra a marca nas redes sociais, insistindo para que os anúncios fossem removidos.


Além disso, uma petição também foi criada para que o Prefeito e as empresas de transporte retirassem as propagandas dos transportes públicos, de acordo com o site LGBTQ Nation.

Em comunicado oficial, a Coca-Cola reforçou o seu comprometimento com a diversidade e defendeu a campanha: “Nós acreditamos que todas as pessoas têm direito ao afeto e ao amor; que o amor é igual para todos.” A empresa também anunciou que lançará uma edição especial de sua latinha para o festival. As cores escolhidas foram as do arco-íris.