homofobia
Durante o ataque os homens falaram que ela iria apanhar "como menino" (Reprodução/Facebook)

Uma jovem lésbica de 19 anos foi brutalmente espancada por dois homens na noite da última terça-feira (30), no bairro Sítio do Campo, em Praia Grande, no litoral de São Paulo.

Desse modo, em entrevista ao G1 neste sábado (3), ela conta que o motorista do carro pediu para o comparsa liberá-la após notar que ela estava com o rosto sangrando.

“Eu só pedia para descer e ir embora. Eles não falavam nada, só continuava batendo”, lembra a vítima, agredida por volta das 18h30 do último domingo (28) ao sair do Terminal Tude Bastos.


Nesse sentido, após o ocorrido, a jovem ficou internada durante três dias no Hospital Irmã Dulce. Ela teve uma lesão na coluna e rompimento no estômago.”A gente não espera [que isso aconteça]. Eu agradeço a Deus por estar viva”, desabafa.

Desse modo, o maior desejo da família é que a justiça seja feita. O caso segue sob investigação na Delegacia de Defesa da Mulher. Quem tiver informações que possam ajudar a polícia a localizar os criminosos pode entrar em contato pelo 190 ou por meio do Disque Denúncia 181.