Pabllo Vittar (Divulgação)
Pabllo Vittar (Divulgação)

Após ser acompanhada 24h pela Vogue do Estados Unidos, a cantora Pabllo Vittar foi capa da edição de julho da revista brasileira 29 Horas. Durante a entrevista, a drag queen falou um pouco dos rumos que sua carreira tem tomado.

Segundo Pabllo, que acabou de chegar no Brasil após uma pequena turnê pela América do Norte durante todo o Mês do Orgulho LGBTQIA+, é muito gratificante ver gringos cantando suas músicas.

“Eu tenho tido o prazer de levar minha música para outros países. Fico contente de ver nativos de diversos lugares consumindo minha música e entendendo a mensagem que quero passar”, afirma.


Ainda conforme Pabllo, ela não imaginava que sua carreira seria tão bem-sucedida. “Quando eu comecei, o meu foco era ser conhecida no meu bairro, não era nem na cidade. Mas agora eu sou conhecida fora do meu país. Fico muito feliz”, comemora.

Prestes a lançar seu terceiro álbum de estúdio, a artista, que já falou que o primeiro single de 111 vai ser com Charlie XCX, afirmou que o próximo disco vai ser inspirado nela mesma: “Sou de escorpião, nasci no dia de todos os santos, então, sou que nem paetê: quando não brilha, corta”, finaliza.