Filme
Filme "político" da Brasileirinhas, Amanda Souza, Kid Bengala e Marcella Schultz (Reprodução)

Sempre suscitando o interesse até dos mais recatados, a indústria pornô investe cada vez mais em filmes que trazem à tona uma temática política. Assim, etiquetado de “trilogia política”, essa inovação começou em 2016 com “Leva Jato”, seguida de “Felação Premiada” (2017).

O intento é aproveitar os acontecimentos que permeiam a realidade política e recontá-los da maneira mais erótica possível. O mais recente “Aqui Tudo Acaba em Pizza”, de 2018, mostra Kid Bengala como o presidente do Brasil que usa o sexo para negociar com o Congresso Nacional e teve um pouco mais de 133 mil visualizações.

Nesse contexto, a nova aventura será interpretada por Kid Bengala, que incorporará um juiz que verá informações comprometedoras vazadas, inspirado na série de reportagens do site The Intercept com supostos diálogos entre procuradores da Lava Jato e o então juiz Sérgio Moro. O nome mais provável até o momento é “Operação Leva Jato 2”. 


“A gente tenta sempre focar no que o público está assistindo mais. Recebemos respostas muito variadas dos nossos assinantes, alguns pedem filmes com mais história, outros reclamam que é um blá, blá, blá desnecessário”, diz Nunes, presidente-executivo da Brasileirinhas. “Todo mês, investimos em um filme com mais roteiro e outro com cenas de sexo mais hard core”.