Em parceria com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), o Centro Estadual de Combate à Homofobia (CECH) juntamente a Defensoria Pública de Pernambuco (DPPE), vai realizar nesta quarta-feira (17), o 2º mutirão para alterar o prenome e gênero dos documentos oficiais de pessoas transgênero, em Recife.

A ação, que vai reduzir o gasto de quase R$ 200 para cada solicitante, será realizada gratuitamente das 9h às 19 horas, no auditório da Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH), na Rua Santo Elias, 535, Espinheiro.

De acordo com a coordenadora do CECH, Suelen Rodrigues, a medida irá agilizar ainda mais os atendimentos. “Queremos desta forma poder viabilizar e garantir o direito da população de travestis e transexuais a terem o nome com o qual se reconhecem em seu registro civil e desta forma serem reconhecidos e reconhecidas pela sociedade”, disse ela ao Diário de Pernambuco.


O primeiro mutirão, que ocorreu no último dia 5 de julho, beneficiou 44 pessoas. Nesta segunda edição, devido a um pré-agendamento com nomes e contatos dos participantes, serão, no mínimo, 24 pessoas beneficiadas.

Para participar do evento é necessário levar documentos como: certidões originais e cópias de nascimento ou casamento atualizadas, além da carteira de identidade. Confira a lista de documentos necessários:

Certidão de nascimento;
Certidão de casamento atualizada, se a pessoa for ou tiver sido casada;
Cópia do registro geral de identidade (RG);
Cópia da identificação civil nacional (ICN), se tiver (trata-se de documento em implementação, que substituirá todos os demais documentos de identidade);
Cópia do passaporte brasileiro, se tiver;
Cópia do cadastro de pessoa física (CPF) no Ministério da Fazenda;
Cópia do título de eleitor;
Comprovante de endereço.