Até o momento não há informações de como ficarão as atividades do equipamento (Foto Ilustrativa)
Até o momento não há informações de como ficarão as atividades do equipamento (Foto Ilustrativa)

Após manifestações de ONGs, coletivos, políticos e até a realização de um abaixo-assinado, a prefeitura de São Paulo anunciou que não vai mais encerrar as atividades o Centro de Referência da Diversidade (CRD) do município.

Por meio de uma nota publicada no Facebook, a administração do CRD anunciou que o equipamento não vai mais fechar e que houve uma conversa com o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Marcelo Del Bosco.

“Sim, conseguimos! Hoje no final da tarde tivemos a devolutiva do Secretário Adjunto da SMADS, Marcelo Del Bosco, que foi homologado o contrato para a continuação do Centro de Referência e Defesa da diversidade! Isso garante a continuidade desse serviço tão importante e necessário!”, disse o comunicado.


Apesar da boa notícia, a administração do CRD comentou que ainda não foi discutido como ficarão os atendimentos do equipamento, já que antes havia se comentado que a SMADS também fazia o mesmo serviço. “Haverá a alteração de secretaria? Ainda não sabemos, mas podemos agora dialogar com ambas as secretarias COM O SERVIÇO ABERTO!”.

E continuou: “Obrigada por cada um que participou do abaixo assinado, que compartilhou postagens, se mobilizou, articulou e venceu conosco!!!! E a toda equipe, que lutou essa batalha conosco… vocês são incríveis! Obrigadxs obrigadxs obrigadxs!”.