Imagem de divulgação da agência de feminismo e diversidade sexual de Barcelona — Foto: Divulgação
Imagem de divulgação da agência de feminismo e diversidade sexual de Barcelona — Foto: Divulgação

A denúncia é sigilosa, feita de maneira anônima. Nesse sentido, a Prefeitura de Barcelona lançou um aplicativo que ajuda mulheres a evitar agressões. O aplicativo BCN anti-maschista (Barcelona anti-machista) permite que as vítimas alertem, de forma confidencial, qualquer tipo de agressão nos espaços públicos.

Desse modo, tem como objetivo ajudar não apenas os moradores, mas também as pessoas que estão de passagem por Barcelona. Por essa razão, o sistema é disponível em catalão, espanhol e inglês.

A prefeitura espera sensibilizar a população, incitando os moradores a testemunharem. Além disso, as autoridades esperam, graças aos dados recolhidos, melhorar a organização do espaço urbano, aumentando, por exemplo, a iluminação pública em zonas mais sensíveis.


No caso de Barcelona, em quatro anos a prefeitura dobrou seu orçamento dedicado à luta contra violências de gênero. Segundo uma pesquisa recente, 63% dos espanhóis se dizem feministas, conforme reportou o G1.