Pepê e Neném
Pepê e Neném (Reprodução/Instagram)

As cantoras Pepê e Neném foram convidadas do programa Superpop desta segunda-feira (29), e falaram um pouco sobre com o foi viver dentro do armário no auge da carreira, nos anos 1990.

Segundo a dupla, que anunciou turnê de 30 anos de carreira em março, o que elas passaram é muito comum no meio artístico. Muitos artistas não revelam a sexualidade por conta de compromissos publicitários ou empresariais. Além da pressão da gravadora e empresários.

“Essa vida de artista é ‘de chave’. Você tem que trancar e só pode falar quando permitirem. ‘Pepê e Neném’ não podiam falar antigamente. Porque a gente tinha gravadora, empresário, show, produção. Tem artista que eu sei que é (homossexual) e não fala porque não pode“, declarou Pepê.


Ao serem questionadas por Luciana Gimenez qual o momento certo de falar sobre a sexualidade, Neném disse: “Pois é, qual é o momento de ser feliz? Então, alguns aceitam essas coisas (a proibição de assumir a orientação sexual) porque tá na fama, tem dinheiro. Então, acabam não falando. Tem outros que querem falar, não falam, e acabam entrando na depressão”, ressalta Neném.

Conforme as artistas, elas decidiram revelar que eram lésbicas porque não estavam mais confortáveis com a ideia de se esconderem. “A gente não estava se sentindo bem. Estava infeliz mesmo! Queria mostrar para as pessoas, independentemente das pessoas gostarem ou não, eu queria ser feliz, entendeu? (sic)”, desabafou Neném.