Com a intenção de ajudar pessoas trans em situação de vulnerabilidade social a fazerem a alteração do prenome dos documentos civis, a instituição Triângulo Trans Mais, lançou uma vaquinha virtual para arrecadar fundos. O trabalho será desenvolvido na população trans da cidade de Uberlândia, em Minas Gerais.

“Precisa de, no mínimo, de R$ 500 por pessoa para dar entrada ao processo. Foi pensando nisso que resolvemos fazer a vaquinha online, pois a procura foi grande de pessoas trans e que não têm condições”, explicou a presidente da ONG, Carol Rocha Queiroz ao site G1.

O objetivo da campanha é arrecadar, no mínimo, R$ 80 mil reais, o que seria o suficiente para que cerca de 40 pessoas possam fazer o requerimento nos cartórios. Para fazer a retificação do nome são necessários 17 documentos.


A alteração do nome por pessoas trans já pode ser feito no Brasil desde o ano passado, quando o Superior Tribunal Federal (STF) votou a favor da liberação. Agora, transgêneros de todo o país podem fazer a retificação sem precisar ter feito a cirurgia.

Para ajudar no financiamento coletivo da Triângulo Trans Mais, é necessário acessar o site da vaquinha e fazer a doação. O valor mínimo é de R$ 10,00 reais e pode chegar até R$ 450,00. Não há problema se a pessoa quiser pagar um valor maior.