Madonna durante a Parada LGBT de New York (Reprodução/Instagram)
Madonna durante a Parada LGBT de New York (Reprodução/Instagram)

Ela é rainha e nunca decepciona mesmo! A cantora Madonna fez um show bastante emocionante e cheio de referências políticas na Parada do Orgulho LGBT de New York, neste domingo (30).

Para iniciar o show, a cantora que está com 60 anos, chegou cheia de energia ao som do clássico musical, Vogue. A música é faz referência ao estilo de dança que nasceu no berço da comunidade LGBT dos Estados Unidos.

“Cinquenta anos, galera! Cinquenta anos de revolução, cinquenta anos de liberdade pra lutar, cinquenta anos de sangue, suor e lágrimas. Estou tão orgulhosa e honrada de compartilhar esta noite história com vocês. Desde que cheguei aqui como uma garota, impressionada com tudo, me senti uma estranha. Mas vocês fizeram com que me sentisse acolhida, como se eu fosse uma de vocês. Não posso mensurar o quanto amo e aprecio cada um que está aqui. Obrigada por tudo, a todos os membros da comunidade LGBTQ+ . Obrigada do fundo do meu coração”, disse Madonna, logo após cantar American Life.


Já para o final do show, Madonna agradeceu aos fãs pelo apoio que eles têm dado no lançamento de seu novo álbum, Madame X e, seguindo o mesmo discurso do seu último single, God Control, a artista pediu para que as pessoas se mobilizassem mais a contra às políticas de armamento do governo Trump.