Jão no clipe de Louquinho (Reprodução/Youtube)
Jão no clipe de Louquinho (Reprodução/Youtube)

Mesmo após ter revelado que uma de suas músicas foi feita para um homem, o cantor Jão disse que acha ruim a cobrança excessiva para que artistas se posicionem sobre questões da comunidade LGBTQIA+.

Em entrevista ao Hugo Gloss, Jão disse que é importante que fãs busquem o posicionamento de artistas, mas é preciso que a pressão não seja tão alta, já que cada um tem seu momento.

“É muito importante que essa discussão seja gerada, principalmente nos dias de hoje. Acho que tem muita gente sendo educada, elucidada e entrando em contato com o assunto e aprendendo sobre respeito. Porém, precisamos tomar um pouco de cuidado com a cobrança também”, disse o cantor que lançou o clipe de louquinho nesta quinta (11).


E continuou: “Cada pessoa tem seu limite familiar e psicológico, também cada um vai ter seu tempo e momento confortável para falar sobre isso. Então, acho que não pode ser uma coisa forçada e tirada de você. Precisa ser natural e que respeite o tempo de cada um”.

Mesmo afirmando que o clipe de Me Beija Com Raiva tinha sido para um embuste que “fodeu seu coração” e mostrar a relação conturbada com outro homem no vídeo, o cantor criticou alguns fãs que acharam ruim o filme não ter um beijo gay.