O assassinato de Denise aconteceu em 2017 (Fotos: Portal Infonet)
O assassinato de Denise aconteceu em 2017 (Fotos: Portal Infonet)

Um homem foi condenado nesta quinta-feira (4), a 19 anos de prisão após pelo assassinato da transexual Denise Melo, de 52 anos, no Conjunto Augusto Franco, zona sul de Aracaju. O caso aconteceu no ano de 2017 e desde 2018 o criminoso está preso.

Mesmo sendo aprovada a lei que equipara a LGBTfobia ao crime de racismo, no julgamento que foi realizado no Fórum Gumersindo Bessa, o homem foi condenado por crime hediondo e homicídio duplamente qualificado.

Conforme informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), Denise estava em casa, quando foi surpreendida por um homem que invadiu a sua casa e fez vários disparos de arma de fogo. No ocorrido, seu namorado também foi atingido, mas sobreviveu.


Na época o crime repercutiu bastante nas rede sociais, causando uma grande comoção na comunidade sergipana. Denise era considerada por muitos da cidade como uma das primeiras transexuais do estado de Sergipe.