Ernesto Araújo (José Cruz/Agência Brasil)
Ernesto Araújo (José Cruz/Agência Brasil)

Durante uma live no Facebook nesta quinta-feira (11), ao lado do presidente Jair Bolsonaro, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse que a “ideologia de gênero é um rato ideológico, tem que tacar fogo“.

O posicionamento de Ernesto ocorreu no momento em que Bolsonaro perguntou sobre as proposta pela qual ele iria apresentar na candidatura do Brasil à reeleição no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.

“O que nós também estamos sendo contra é o conceito de ideologia de gênero, que é, uma deturpação aí do conceito de gênero. Pelo qual eu começo a dizer que não existe homem ou mulher, isso é uma opção social”, disse o ministro. Que logo em seguida foi corrigido pelo presidente, dizendo que era “construção social”.


E o ministro continuou: “Ideologia de gênero é um ninho de rato ideológico e que no fim das contas causa ‘danos a saúde’. É uma coisa que tem que tacar fogo, porque, isso causa danos a saúde, a família humana. O ser humano”.