Bandeira LGBT
Bandeira LGBT (FOTO: Reprodução)

Com objetivo de oferecer auxílio jurídico e psicológico aos homossexuais vítimas de preconceito e agressão, a cidade de Santos (SP) pode contar nos próximos meses com um Disk Cidadania Homossexual.

Apresentado pela vereadora Telma de Souza, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Direitos da Cidadania, o projeto estabelece que seja criado uma central para atender denúncias de discriminação e violência, esclarecer dúvidas sobre direitos e encaminhar as vítimas para serviços de apoio.

Se aprovada, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Santos que ficará responsável pelo serviço, como também ficará responsável pelo encaminhamento que serão atribuídas aos que praticarem atos discriminatórios, a partir de discussões com representantes da comunidade LGBTQI e Ministério Público.


Conforme dados do Grupo Gay da Bahia, entre janeiro e 15 de maio deste ano, o Brasil registrou cerca de 141 mortes de pessoas LGBTQ+. Com base nos números, há a média é que a cada 23 horas morre um LGBT no País, sendo 126 homicídios e 15 suicídios.