Taron Egerton (Elton John) e Richard Madden (o empresário John Reid) em 'Rocketman' — Foto: Divulgação
Taron Egerton (Elton John) e Richard Madden (o empresário John Reid) em 'Rocketman' — Foto: Divulgação

Segundo os críticos que assistiram a exibição de Rocketman, na sexta-feira, em Moscou, a distribuidora na Rússia do filme biográfico sobre Elton John, considerou inapropriado explicitar cenas de sexo e drogas.

“Todas as cenas de beijos, amor ou sexo oral entre homem foram cortadas”, escreveu no Facebook o crítico de cinema russo Anton Doline.
Segundo o G1, Apresentada no Festival de Cannes, “Rocketman” conta a ascensão de Elton John. O ícone pop foi um dos primeiros cantores abertamente gay. O filme também retrata sua luta contra os vícios (drogas, sexo, álcool).

Mas não foram só as cenas de sexo que ficaram de fora da trama. Um outro jornalista russo, que havia assistido à veiculação do filme, afirmou que cenas contendo drogas também haviam sido retiradas.


Segundo estipulado pela empresa, que distribui “Rocketman” na Rússia, Central Partenership, foi afirmado que o corte foi apenas para respeitar a legislação russa. Contudo, o ministro russo da Cultura, Vladimir Medinski, desmentiu que sua pasta tenha sido responsável por estes cortes. Segundo ele, “tudo é decidido pelo distribuidor”.