LGBTfobia
LGBTfobia (Foto: Reprodução/Internet)

Um homem, não identificado, de 32 anos, foi preso na tarde desta quinta-feira (20), em Nova Andradina (MS), suspeito de ter matado um homossexual na cidade de Pirapozinho (SP).

De acordo com a polícia, o homem foi preso em flagrante logo após roubar um celular. Antes a justiça já havia decretado a prisão temporária dele pelo prazo de 30 dias, em decorrência do envolvimento no assassinato.

O homem vem sendo procurado desde que o corpo do homossexual foi encontrado no último sábado (15), no bairro Jardim Vantini 2, em Pirapozinho. A suspeita é de que o assassinado tenha acontecido durante um encontro amoroso.


O corpo da vítima já foi encontrado em estado de rigidez cadavérica, completamente nu e com um corte profundo no pescoço. Após a perícia, ainda foi constatado pela polícia que o carro da vítima havia sido roubado.

Casos como este podem ser vistos no Atlas da Violência que foi lançado no início do mês. Conforme a pesquisa, o número de homicídios por LGBTfobia denunciados subiu de 5 em 2011 para 193 em 2017, em todo Brasil.