Nova versão do Tinder (Divulgação)
Nova versão do Tinder (Divulgação)

A nova versão do aplicativo de relacionamentos, Tinder, vai contar como uma maior opção de orientação sexual. A atualização foi lançada propositalmente no mês do Orgulho LGBT+ e está disponível em sete países.

A novidade foi pensada em parceria com a Oganização Gay & Lesbian Alliance Against Defamation (GLAAD), instituição dos Estados Unidos que monitora a representatividade de pessoas LGBT nos meios de comunicação.

Para adicionar a orientação, o usuário precisa entrar na sessão “editar perfil” e ir ao campo “orientação”. Lá eles irão estar disponíveis nove opções: heterossexual, gay, lésbica, bissexual, assexual, demissexual, pansexual, queer e ‘questioning’.


Até o momento não há previsão de quando a nova funcionalidade vá chegar ao Brasil. Por enquanto apenas Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Irlanda, Índia, Austrália e Nova Zelândia estão liberados para usar.

No ano passado o aplicativo também lançou um experimento parecido. Na Índia a empresa lançou uma versão do aplicativo com 23 opções de gênero. A iniciativa surgiu da preocupação de cada vez mais abraçar todas os membros da diversidade.