Halsey (Reprodução/Youtube)
Halsey (Reprodução/Youtube)

Durante um show nesta segunda-feira (10), na Electric Ballroom, em Londres, a cantora Halsey protestou contra o ataque de lesbofóbico que um casal de garotas sofreu na semana passada, na cidade.

No figurino que a artista usou no show, aparecia uma foto de Melania Geyamont e a namorada Chris, que foram agredidas por quatro homens enquanto voltavam para casa de ônibus. Segundo jornais locais, os rapazes forçaram as duas a se beijarem, mas elas recusaram. Por conta disso, eles a espancaram.

Ainda durante o show, a artista que fala abertamente de sua sexualidade, fez várias intervenções para falar sobre o dia-a-dia de uma pessoa LGBTQ+: “Quando o brilho está sendo varrido das ruas, muitas pessoas entram nesses trens e nesses ônibus, e tentam lavar os arco-íris de seus corpos”, disse ela, se referindo às paradas de Orgulho Gay.


Halsey ainda fez criticas às pessoas que defendem a existência de uma “Parada do Orgulho Hétero”: “A resposta é porque, se houvesse uma, você não teria que entrar no ônibus e ter medo de ser espancado ou morto… Todo dia no transporte público é uma parada de orgulho”, alfinetou.