Donald Trump
Donald Trump (Foto: AP Photo/Alex Brandon)

Recentemente, Trump posicionou-se em suas redes sociais mostrando notável favorabilidade às demandas LGBTs. Mas agora o cenário é bem diferente.
O governo proibiu embaixadas dos Estados Unidos no exterior, inclusive no Brasil, de hastearem a bandeira do orgulho LGBTQ+ em seus mastros durante o mês de junho.

As bandeiras celebrariam o mês do orgulho LGBTI+. As informações sobre a proibição, vieram da emissora NBC, que cita três diplomatas americanos. Vale frisar também que, o governo anterior, havia concedido a permissão da exibição, contudo, a decisão foi revogada.

A NBC cita as embaixadas em países como Brasil, Alemanha, Israel e Letônia como exemplos. Esta medida apenas alinhou-se ao posicionamento do próprio Trump. O Presidente convidou todos os países a lançarem a campanha para descriminalização da homossexualidade mundial. Inclusive, o próprio Trump, acusado de ser estrategista e fazer política usando minorias, enfatizou, em suas redes sociais, contribuições extraordinárias advindas de LGBTs.


No entanto, as bandeiras poderão ser expostas em outras áreas internas e externas das embaixadas.