Galvão condena gritos de ‘bicha’: “Torcedor tinha que tomar consciência”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Gritos como “Bicha e viado” são tão comuns no estádio que passaram a ser grito de guerra do torcedores. Contudo, muita gente, inclusive do próprio meio futebolístico, já se manifestou contrariamente a estas expressões.

Segundo Globo Esporte, a estreia do Brasil na Copa América ficou marcada não só pela vitória por 3 a 0 sobre a Bolívia. Na noite de sexta-feira, no Morumbi, os torcedores entoaram gritos homofóbicos nos momentos de reposição de bola da Bolívia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Todavia, desta vez, teve um cartão vermelho dado por Galvão Bueno indiretamente durante a transmissão. Ao ser alertado, por Tino Marcos, sobre o ‘coro entoado’, Galvão criticou a atitude dos torcedores.

” O torcedor tinha que tomar consciência de que ele tem que seguir as questões de ética, de respeito e o regulamento estabelecido”, afirmou.

Vale frisar também que, recentemente, a organização da torcida do Corinthians já havia falado a respeito. Inclusive, até incentivaram uma campanha para mostrar apoio à causa: “Não grite bicha, grite Corinthians”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio