Damares Alves
Damares Alves (Foto: reprodução)

Em entrevista à BBC News Brasil, durante sua visita a Buenos Aires, Damares Alves respondeu uma série de indagações, acerca de diversos assuntos. A ministra citou a importância da prevenção do suicídio e o número alarmante de jovens se automutilando. Falou também sobre o aborto e suas ressalvas, dentro da legislação brasileira. Dito isso, acirrou-se uma nova polêmica, quando a Ministra relatou uma suposta pressão social para que as garotas sejam bissexuais.

Assim, no decorrer da entrevista, ela foi questionada sobre a importância da sexualidade ser frequentemente debatida. “Por outro lado, nós temos estudos científicos dizendo que crianças estão se autodeclarando transgênero, sem ser, por pressão”. Aqui ela enfatiza que, o debate amplo sobre sexualidade e homossexualidade, pode fazer pessoas se sentirem pressionadas.

Acerca de qual tipo de pressão, ela respondeu. “Pressão social. Hoje é moda a menina de 12 anos dizer que ela é bissexual. Hoje, existe uma pressão no grupo que a menina tem que assumir que ela é bissexual. E às vezes essa menina não é. E essa menina tem conflito depois. Temos muitos estudos científicos e até te recomendo, de que a pressão social de a pessoa se declarar bissexual cada vez mais cedo. Pergunte numa sala no Brasil quantas coleguinhas conhecem outras que são bissexuais? Elas vão dizer: quase todas”.


Já no que diz respeito à polêmica explosiva sobre rosa e azul, ela disse que a declaração foi uma maneira de frear a imposição midiática que, supostamente, impõem patrulhamento ideológico.