Amir Ohana novo ministro da Justiça de Israel (Reprodução/THE TIMES OF ISRAEL)
Amir Ohana novo ministro da Justiça de Israel (Reprodução/THE TIMES OF ISRAEL)

O deputado gay, Amir Ohana, foi indicado nesta quarta-feira (5), pelo primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu pra chefiar o Ministério da Justiça. Esta é a primeira vez que uma pessoa LGBTQ+ é escolhida para ocupar um cargo no ministério, em Jerusalém.

“Boa sorte ao ministro da Justiça Amir Ohana!”, escreveu o primeiro-ministro, no Twitter. “É uma grande honra servir ao Estado de Israel no papel de ministro da Justiça”, respondeu Ohana.

De acordo com o jornal israelense Haaretz, a nomeação do parlamentar aconteceu porque, ao contrário de outros políticos do Likud, partido do pemier, ele seria mais flexível e apoiaria Netanyahu, que têm enfrentado três casos de fraude, suborno e quebra de confiança na justiça israelense.


A novidade sobre Ohana foi divulgada nas véspera da 18ª edição da Marcha do Orgulho Gay, que acontece nesta quinta-feira (7). Neste ano o evento entrou em uma polêmica com o rabino-chefe de Jerusalém, Aryeh Stern, que solicitou a proibição do uso de bandeiras de arco-íris durante a Parada.